Evento

Notícias da Comissão de Pedometria da IUSS

O Grupo de Trabalho em Pedometria foi estabelecido no Congresso Mundial de Ciência do Solo em Kyoto, Japão, 1990. Mais tarde, o grupo veio a dar origem à Comissão de Pedometria. Desde então, o grupo/comissão já organizou uma série de eventos e fez inúmeras contribuições científicas.

Mapeamento espaço-temporal de propriedades do solo no Brasil

Proposta de mapeamento espaço-temporal de propriedades do solo no Brasil integrado às iniciativas multi-institucionais MapBiomas e PronaSolos. A proposta é baseada em estudo de caso de mapeamento espaço-temporal do conteúdo de carbono na camada superficial do solo de áreas agrícolas em municípios do Alto Uruguai, Rio Grande do Sul.

Disparate Analytical Method in Soil Organic Carbon Prediction by Vis-NIR-SWIR Spectroscopy

Soil spectral libraries have been an effective way to organize soil data in a standard structure to feed predictive models (Viscarra-Rossel et al., 2016). Since soils can be extremely different in composition and properties, developing large spectral …

EGU21—Mapeo y evaluación digital de suelos

EGU 2021 será un evento completamente virtual que tendrá lugar del 19 al 30 de abril. Todas las sesiones científicas están abiertas para recibir su contribución. La fecha límite para el envío de resúmenes es el 13 de enero de 2021. Envíe su resumen a la sesión SSS10.3 Mapeo y Evaluación Digital de Suelos.

Premio Margaret Oliver para jóvenes talentos en Pedometría

La fecha límite de nominación es el 1 de febrero de 2021. Los nominados deben haber recibido su doctorado después del 01 de febrero de 2015. Las nominaciones deben ser hechas por un o una colega o colegas que conozcan bien el trabajo de la persona.

Acesso Aberto aos Dados da Pesquisa em Ciência do Solo

Evento organizado pela Comissão de Pedometria da da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, tendo como as contribuições da pedometria para o Programa Nacional de Levantamento e Interpretação de Solos do Brasil (PronaSolos). Pelos próximos 30 anos, o PronaSolos envolverá dezenas de instituições parceiras, dedicadas à investigação, documentação, inventário e interpretação dos dados de solos brasileiros. Dentre elas está a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), que levará a experiência do Laboratório de Pedometria com o Repositório Brasileiro Livre para Dados Abertos do Solo (FEBR).

Uma Plataforma para Facilitar o Acesso aos Dados do Repositório Brasileiro Livre para Dados Abertos do Solo

Neste artigo, analisamos os principais sistemas de gerenciamento de metadados em repositórios de dados da pesquisa. Dentre as alternativas mais populares cadastradas no Registry of Research Data Repositories ([re3data](https://en.wikipedia.org/wiki/Registry_of_Research_Data_Repositories)), concluímos que o [DataVerse](https://en.wikipedia.org/wiki/Dataverse), desenvolvido na Universidade de Harvard, é o mais indicado para adoção no Repositório Brasileiro Livre para Dados Abertos do Solo.

Curadoria de Dados no Repositório Brasileiro Livre para Dados Abertos Do Solo

Este artigo apresenta sugestões e soluções para a curadoria de dados no Repositório Brasileiro Livre para Dados Abertos do Solo (FEBR), com destaque para a melhoria da qualidade da descrição dos métodos de análise de solo. Para isso, foi realizado levantamento do padrão de descrição de métodos analíticos em trabalhos que se basearam na [edição de 1979](http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/330592) do Manual de Métodos de Análise de Solo da Embrapa.

Minicurso – Introducción al Mapeo Digital de Suelos

Minicurso introdutório para alunos dos cursos da Facultad de Ciencias Agropecuarias da Universidad Nacional de Córdoba como parte das atividades da IV Jornadas Nacionales de Suelos de Ambientes Semiáridos & II Congreso Escuela en Estadística Espacial. O curso inclui tópicos como preparação do ambiente computacional, bases do mapeamento digital do solo, dados do solo e covariáveis, modelos (geo)estatísticos, incerteza e validação das predições. Todos os softwares utilizados são livres e de código aberto, com destaque para o QGIS e o R.

Optimization of Sample Configurations Using Spatial Simulated Annealing

O MDS usa modelos estatísticos para quantificar a correlação entre propriedades do solo e condições ambientais para fazer predições em locais não amostrados. Seu sucesso depende, em grande medida, dos dados de amostragem do solo. É provável que uma estratégia amostral pobre ofereça um modelo pobre e grandes erros de predição, resultando em desperdício de recursos. Uma solução computacional é a otimização da configuração amostral usando a técnica do recozimento simulado.