Laboratório de Pedometria Tem Três Novos Membros

O Brasil acabou de sediar o 21st World Congress of Soil Science (21WCSS), realizado na cidade do Rio de Janeiro. Durante o evento, a comunidade internacional de cientistas do solo conheceu o Repositório Brasileiro Livre para Dados Abertos do Solo, FEBR, o resultado da colaboração de 54 pesquisadores, a maioria deles brasileiros. Passadas algumas semanas, a equipe do FEBR ganha três novos membros. Vamos conhecer um pouco sobre cada um eles?

O primeiro deles é Matheus Ferreira Ramos, aluno do curso de Bacharelado em Ciência da Computação da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – câmpus Santa Helena (UTFPR-SH). Matheus atua na área de extensão no FEBR, recebendo bolsa do Programa Institucional de Apoio à Inclusão Social, Pesquisa e Extensão Universitária (PIBIS) da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná. Dentre as tarefas descritas em seu plano de trabalho estão o suporte aos colaboradores de instituições parceiras, a divulgação e popularização do FEBR, o desenvolvimento de funcionalidades de facilitação de acesso, e a condução de atividades educativas com a comunidade de Santa Helena e região.

O segundo membro é Mikael Messias, também aluno da UTFPR-SH no curso de Bacharelado em Ciência da Computação. Mikael atua na área de pesquisa no FEBR, com bolsa do Programa de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) financiada também pela Fundação Araucária. No FEBR, Mikael é responsável pela revisão e avaliação da qualidade dos dados do solo da região Sul do Brasil – com ênfase no estado do Paraná – já publicados no FEBR. Seu plano de trabalho inclui ainda a compilação de novos conjuntos de dados para preenchimento das áreas com poucos dados no FEBR.

Finalmente, o terceiro mais novo membro da equipe do FEBR, Rander Carneiro, trabalha com os conjuntos de dados da região Sudeste do Brasil. Seu plano de trabalho inclui, além da revisão e avaliação de qualidade dos dados do solo, a recuperação de coordenadas espaciais para uso dos dados do FEBR em projetos de mapeamento digital do solo. Assim como Matheus e Mikael, Rander é discente do curso de Bacharelado em Ciência da Computação da UTFPR-SH, atuando como voluntário no Programa Institucional em Iniciação Científica e Tecnológica (PIVICT).

Figura 1. Os mais novos integrantes da equipe do FEBR: Matheus, ao fundo, Mikael, à frente, e Rander, à direita. Ao centro, Alessandro, coordenador do FEBR. Figura 1. Os mais novos integrantes da equipe do FEBR: Matheus, ao fundo, Mikael, à frente, e Rander, à direita. Ao centro, Alessandro, coordenador do FEBR.

Com a entrada desses três novos membros na equipe, os dados do repositório passarão por uma ampla revisão e verificação de consistência. Isso trará mais qualidade e confiança para o FEBR. O compartilhamento imediato desses dados revisados alavancará novas pesquisas em ciência do solo. Permitirá também otimizar o uso dos recursos públicos, principalmente pela eliminação de esforços duplicados de compilação e revisão de dados. Isso será de extrema importância, por exemplo, no contexto do Programa Nacional de Levantamento e Interpretação de Solos do Brasil, o PronaSolos.

E pra você, discente do curso de Bacharelado em Agronomia da UTFPR-SH, que só ficou sabendo do FEBR agora, ou que já o conhecia, e quer fazer parte da nossa equipe, mas não sabe como, nós temos uma dica pra você! Envie-nos uma mensagem de e-mail com o assunto “novo membro” e diga-nos porque quer trabalhar no FEBR. Até o final do mês de novembro de 2018 nós selecionaremos dois novos integrantes para nossa equipe.

Matheus Ferreira Ramos
Matheus Ferreira Ramos
Bolsista de Iniciação à Extensão
Alessandro Samuel-Rosa
Alessandro Samuel-Rosa
Professor Adjunto
comments powered by Disqus

Relacionados